A fantasia do Corno

Existe uma falange de homens por este mundo fora que tira prazer de uma coisa: ver a mulher a ser fodida por outro. Chocante? Nem por isso.

A fantasia do Corno

Não conheço nenhum, nem nunca tive a sorte de ser convidado para tal. Já recebi convites para garraiadas em grupo mas nunca para pegar um touro pelos cornos, isso confesso. Não me choca este fetiche. A sério. E não o digo de forma irónica ou paternalista ou com algum intuito de me colocar como iluminado sexual num patamar divino.

Procurem o termo “cuckold” em algum site de stream de porno. Vão lá. Eu espero. Então? Viram o que é? Um casal convida um terceiro elemento masculino para que o mesmo foda a mulher do outro mesmo na cara dele, ficando o senhor ali a bater uma a ver o show ou a filmar para referência futura (talvez para mostrar aos netos, não sei).

E isto é mesmo uma cena cada vez mais em voga. Que elas queiram foder com os amigos dele, isso todos já calculamos (pese embora, elas não admitam!) mas ser o próprio marido a ter prazer com essa ideia/imagem é muito excitante . É? Talvez não, se pararmos um pouco para pensar. Nós gostamos de porno, certo? Mau… querem ver que sou só eu? Ok, eu gosto de porno e vocês são todos uns anjos. A imagem da mulher a ser fodida é excitante para mim e a mesma serve de recurso mental em tanta boa noite de auto-satisfação.

Esta imagem mexe com o homem. Também poderá mexer com a mulher ao olhar para a cara do marido estando a ser fodida por outro. As combinações são imensas neste caso do que pode ou não mexer com o intimo de cada um. O que é necessário é uma abstracção completa do sentimento de posse do marido para a mulher e, a meu ver, parece-me um dos actos mais edificantes à liberdade sexual feminina que um homem possa conceder a uma mulher.

Agora a pergunta de mil milhões de mil euros: Noé, tu gostavas de ver a tua mulher ser fodida por outro? Eu não. Não apenas por uma razão mas por várias. Talvez em outro contexto com outra pessoa isso fizesse sentido, mas não no actual. Para mim, sexo tem de fazer sentido. Se o fizesse, seria para conceder a essa pessoa a satisfação de um desejo dela e apenas dela mesmo, sem eu tirar algo disso e, para mim, sexo num casal os dois devem aproveitar em igual medida mesmo quando envolve mais que duas pessoas na cama.

Não condeno nem promovo. Escrever sobre fetiches, sem os ter é complicado. Tentamos sempre por-nos na cabeça da pessoa e tentar entender os mecanismos que despoletam a excitação naquela situação.

Eu percebo esta cena do “cuckold”. Não o faria. Mas percebo-a.

E sabem o que mais me deixa intrigado nesta onda? É que isto parte dele. A mente de um homem é do caralho (literalmente), não é? Não estou a dizer que não haja muito boa menina que gostasse de ver o namorado a foder a amiga (e o próprio agradecia) mas, geralmente, elas gostam mesmo de ser incluídas na festança.

Conheça o Acompanhantes de Palmas Pague uma garota de programa para sexo Hoje!